MENU
PERFIL
FOTOS E FATOS
BREVES E QUENTES
FORA DA ÁREA
OPINIÃO TOTAL
BEM NA FOTO
BOLA CHEIA
BOLA MURCHA
EVENTOS
GIRO GERAL
NEGÓCIO DA HORA
OCORRÊNCIAS
INTERNACIONAIS
ESPORTE
DIVULGAÇÕES
EXPEDIENTE
CLASSIFICADOS
JORNAL FOLHA POPULAR
EDITORIAL
 
COLUNAS
ESPAÇO ESPÍRITA
ESPAÇO EVANGÉLICO
PAI DA MATÉRIA
POR DENTRO DA MODA
SORRISO EM PAUTA
DIREITO & CIDADANIA
ESPAÇO CATÓLICO
ESPAÇO RURAL
 
Enquete
Enquete

Nas últimas QUATRO gestões em Uruaçu, quem teve melhor início (nos primeiros quatro meses)?

Marisa
Lourencinho
Solange
Valmir Pedro

    Votar

    Parcial

Resultado das Enquetes


 

Untitled Document

 
 OPINIÃO TOTAL
27-10-2016 00:10
Aconteceu comigo em um restaurante de Goiânia

Fui em uma consulta médica no setor Bueno em Goiânia... Era hora do almoço e procurei um restaurante próximo a clinica onde havia acabado de consultar. Sentei no restaurante, até ajeitado o lugar e fui me servi no Self Service (comida por quilo). Nesse restaurante tinha uma espécie de área verde com mesas, meio que ao ar livre, e lá me sentei. Um menino de aproximadamente 12 anos se aproximou com uma caixa de engraxar sapatos e perguntou se eu queria engraxar e eu mostrei meu calçado que era de tecido, ele então pediu um prato de comida e eu perguntei o que ele queria comer, e fui eu mesmo lá fazer o prato dele, pedi um guaraná para nos dois e começamos a comer juntos na mesma mesa... Um gerente do local aproximou e disse que aquele menino não poderia comer ali se não causaria constrangimento aos outros clientes e a política do estabelecimento não permitia isso, eu disse que estava pagando e ele iria "SIM" comer ali na mesa comigo... O clima começou a ficar tenso querendo chamar a polícia e o suposto gerente pediu então que ele pegasse o prato e fosse comer na calçada... Eu como policial não me identifiquei e nem mostrei autoridade e nem muito menos falei que era policial, sabe o que eu fiz? Fui junto com o menino para a calçada comer com ele sob os aplausos das pessoas no restaurante... Sentei lá com ele e fui comer, e lá ficamos até acabar, sentamos no meio fio e rindo um para outro comemos felizes. Terminamos fui ao caixa, paguei, abracei o menino que, aliás, chama-se Lucas e cada um foi embora para sua realidade. Obrigado Deus por nunca permitir que eu seja arrogante e nem desumano como essas pessoas, e obrigado também pela criação que recebi dos meus pais em nunca permitir que os pequeninos sejam humilhados pelos arrogantes... O que me levou a postar esse fato não foi para divulgar meu gesto, mas para dar exemplo de que juntos podemos ser mais amáveis, recuperar valores e exemplos que há muito esta sendo esquecido... Mais amor, menos arrogância, mais atitude... Até o diabo sabia a palavra de Deus, mas atitudes poucos têm!

- Por Alison Maia – Repórter Policial (Sugerido pelo delegado de Uruaçu, Cássio Arantes do Nascimento).

Histórico
  » 27-10-2016 00:10 - Aconteceu comigo em um restaurante de Goiânia
  » 31-03-2016 14:03 - As migrações partidárias
  » 04-03-2016 15:03 - Bomba de efeito devastador
  » 01-02-2016 22:02 - Ponto de vista
  » 24-09-2015 14:09 - A falta de consciência coletiva
Por Talles Barretos
  » 13-08-2015 17:08 - No cumprimento do dever
  » 15-06-2015 13:06 - Planos de educação querem experimentar a Ideologia de Gênero nesta geração de crianças
  » 17-05-2015 21:05 - Análise Política de Uruaçu (Por Antônio Carlos Borges)
  » 14-04-2015 22:04 - GO-132: o fim de linha está por um fio de asfalto
Por Euclides Oliveira
  » 01-04-2015 09:04 - Polêmica na política: Demóstenes e Caiado promovem troca de acusações
veja o histórico completo
  Untitled Document
 Publicidade
 
Google




Untitled Document

© mottafilho.com.br - todos os direitos resevados
Contatos: mottafilho.103@uol.com.br e contato@mottafilho.com.br
(62) 8539-4249 / 8145-2937